quinta-feira, 7 de abril de 2011

O PAPEL DO PROFESSOR

No âmbito escolar, em especial na sala de aula, fica evidente o papel do professor, ainda mais se este problema envolver seus alunos e seu desempenho escolar.
O bullying está presente na maioria das salas de aula e casos de agressões físicas, ocorrem nas salas de aula, muitas vezes na presença do professor.

Mas porque essas agressões ocorreram na presença do professor? O professor simplesmente não interferiu ou sua atitude perante a sala não bastou para que os alunos entendessem que o respeito deve haver em um ambiente escolar.

O professor que critica constantemente o seu aluno, o compara com outros, o ignora, está expondo esse aluno a ser mais uma das vítimas do bullying e de certa forma está agindo com desrespeito ao espaço pedagógico.

Atitudes indiretamente relacionadas ao aluno, também o influenciam, como por exemplo quando o professor se remete a alguém de forma desrespeitosa. O aluno que tem a tendência a desrespeitar o próximo certamente se baseará nas atitudes desse docente.

Não podemos no entanto, atribuir ao professor toda responsabilidade da ocorrência de bullying na sala de aula. Os alunos podem certamente cometer o bullying sem se basear nas atitudes do professor. Porém, atitudes do professor para com os alunos, assim como foi dito anteriormente, podem sim, gerar chances para que estes cometam bullying na sala de aula.

No entanto, se o professor transmitir aos alunos a importância do respeito e ter conhecimentos sobre os direitos das crianças, ser o mediador de um ambiente deamizade e companheirismo, interferir de maneira coesa nas chamadas brincadeiras de mal gosto, casos de bullying poderão não acontecer no interior da sala de aula.

Para que o bullying não aconteça no cotidiano escolar é necessário a participação do professor dos alunos e da família. O professor de um lado tem o dever de transmitir o papel ético, que envolve a importância do respeito mútuo, do diálogo, da justiça e da solidariedade, os alunos o papel de entender e cooperar com as ações do professor e familia apoiar, conversar, observar mundanças de comportamento.

Os Parâmetros Curriculares Nacionais: Apresentação dos Temas Transversais e Ética (BRASIL, 1998), pode ser utilizado de maneira positiva pelos professores no que diz respeito a prevenção do bullying na sala de aula. Questões relevantes, que se o professor souber aplicar em seu cotidiano pedagógico estará contribuindo para que o ambiente escolar seja um ambiente favorável a aprendizagem para todos os alunos.

Os conteúdos divididos por blocos:

 Respeito Mútuo
A diferença entre as pessoas. O respeito a todo ser humano independente de sua origem social, etnia, religião, sexo, opinião e cultura.

O respeito às manifestações culturais, étnicas e religiosas

O respeito mútuo como condição necessária para o convívio social democrático: respeito ao outro e
exigência de igual respeito para si.

Ao trabalhar, a diferença entre as pessoas este certamente estará prevenindo a ocorrência de bullying em sua sala de aula.

 Justiça
O reconhecimento de situações em que a equilidade represente justiça.

O reconhecimento de situações em que a igualdade represente justiça.

A identificação de situações em que a injustiça se faz presente.

O conhecimento da importância e da função da constituição brasileira

A compreensão da necessidade de leis que definem direitos e deveres.

O conhecimento dos próprios direitos de aluno e os respectivos deveres.

A identificação de formas de açãodiante de situações em que os direitos do aluno não estiveram sendo respeitados.

A atitude de justiça para com todos as pessoas e respeito aos seus legítimos direitos. articula esses conteúdos em seu cotidiano pedagógico trará para seus alunos a consciência crítica sobre seus direitos e deveres como alunos e como cidadãos.
 Diálogo
O uso e valorização do dialogo como instrumento para esclarecer conflitos.

A coordenação das ações entre os alunos, mediante o trabalho em grupo.

O ato de escutar o outro, por meio do esforço de compreensão do sentido preciso da fala do outro.

A formulação de perguntas que ajudem a referida compreensão.

A expressão clara e precisa de idéias, opiniões e argumentos, de forma a ser corretamente compreendido pelas outras pessoas.

A disposição para ouvir idéias, opiniões e argumentos alheios e rever pontos de vista quando necessária.

O diálogo, é uma das maneiras mais eficazes de se prevenir, combater o bullying na sala de aula.

Com o diálogo o professor faz com que os alunos agressores reflitam sobre os seus maus atos, sobre as conseqüências que suas atitudes podem gerar nos alunos agredidos.
 Solidariedade
Identificação de situações em que a solidariedade se faz necessária,

As formas de atuação solidária em situações cotidianas

A resolução de problemas presentes na comunidade local, por meio de variadas formas de ajuda mútua;

A sensibilidade e a disposição para ajudar as outras pessoas, quando isso for possível e desejável.

Trabalhar com seus alunos o respeito mútuo, o diálogo, a justiça e a solidariedade, na vida escolar.

O professor  certamente é um grande incentivo para que esses alunos não cometam atitudes de bullying contra seus colegas de sala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postar um comentário